Menu

Reviews da Steam 02 – Starbound

Continuando nossa série de Reviews da Steam. Apresento a vocês o jogo Starbound, um jogo mundo aberto que ainda esta em fase Beta e que parece mais uma versão Minecraft 2D. Sei que ainda não apresentei o jogo Terraria aqui no Jogos Indie, mas caso você o conheça e goste desse jogo, muito provável se dará bem com StarBound.

Starbound

Criação do Jogo

Como falei agora a poucom, Starbound é um pouco semelhante a Terraria e se você também obsersou essa semelhaça entre esses jogos, saiba que não é ao acaso. Isso ocorreu, pelo fato de uma parte da equipe do Terraria estar também presente no desenvolvimento do jogo Starbound. O jogo é o primeiro trabalho da empresa Chucklefish (recomendo dá um olhada no site dos caras, é bem diferente e legal http://www.chucklefish.org/), uma empresa independente dedicada a jogos inovadores e nova experiência em jogos. O diretor do projeto, Tiyuri (Ou apenas Tiy) foi um dos artistas que cuidou dos Sprites do jogo Terraria até Janeiro de 2012 e também esteve envolvido em outros projetos parecidos. Ao todo são 11 membros que trabalham no jogo Starbound.

 

Visão geral

Starbound se trata de um jogo 2D, mundo (Ou deveria dizer mundos) aberto com seis raças diferentes. A cada novo personagem que você cria, o jogo irá gerar automaticamente um universo inteiro cheio de planetas para vocês explorar (Muito provável você não conseguirá explorar todos, pois o jogo é muito grande mesmo!). Neste jogo você praticamente pode fazer de tudo, construir casas, moveis, caçar, ter seus pets… Existe uma grande variedade de coisas quem pode ser realizadas nesse jogo, o que eu considero o seu ponto forte. Aqui também poderá escolher entre jogar sozinho ou entrar em um servidor privado de alguém e para ir no modo multiplayer (Mas infelizmente o multiplayer achei um pouco limitado, em relação quantidade de jogadores para um universo tão grande).

Enredo

O enredo básico do jogo trata o seu personagem como um sobrevivente que precisou fugir de seu planeta natal em sua espaçonave, até o momento em que seu combustível acaba e seu personagem é obrigado a entrar no planeta mais próximo para conseguir combustível e até mesmo fazer seu novo lar. A partir deste momento, você é quem irá criar sua própria história de acordo com suas ações.

Este não é o típico jogo onde você vai seguir uma historia, mas você pode encontrar livros espalhados pelo jogo onde contam um pouco a historia de cada raça.

 

Áudio

As músicas de Starbound ficaram por conta de Curtis Schweitzer, um compositor americano, mas que também tiveram alguns toques de Jeremy “Solatrus”. As musicas retratam bem o ambiente onde seu personagem está, seja no espaço ou no Templo de Kluex (Um local meio egípcio). A minha preferida ainda fica por conta da música do menu, como podem ver a seguir, ela se encaixou perfeitamente para o tema Starbound (Ao menos em minha opinião).

Porém mesmo com a presença de uma trilha sonora bonita e em certos momentos com um encaixe perfeito, sinto como se faltasse algo para conseguir deixar registrado o áudio do jogo ou até mesmo o fato de você se cansar das músicas por não terem tanto impacto.

Segue uma lista com algumas das musicas do jogo disponibilizadas pelos desenvolvedores:

http://playstarbound.com/soundtrack/

Gráfico

O gráfico do jogo é 2D e temos que levar em consideração que praticamente tudo pode ser destruído ou construído pelo jogador, o que torna o desenvolvimento de uma arte bonita um pouco difícil. Porém devo dizer que me surpreendi com a variedade de artes, pensei que tudo seria bem parecido, mas até que não é. No jogo existe uma variedade de biomas, que imaginei que seria apenas um bioma de gelo, floresta, deserto e lunar, todavia encontramos variedades como Floresta, Selva, Savana, Oceano, Árido, Vulcânico, Magma, Tentáculos, Tundra, Neve, Ártico e não para por ai. Além dos biomas padrão de cada planeta, podemos encontrar outros tipos de biomas no jogo tanto na superfície quando no subterrâneo. À medida que você cava um planeta e adentra mais em seu mundo subterrâneo, mais variedade de biomas você encontra. E para cada tipo de bioma, também existem suas particularidades como monstros diferentes.

Jogabilidade

A jogabilidade é onde os desenvolvedores devem ter mais se focados. No jogo você pode escolher uma das seguintes raças:

Apex – Espécie de Macaco e a raça mais avançada tecnologicamente.

Avian – Raça baseada em aves, eles são ótimos guerreiros.

Floran – É a raça baseada em plantas. Costumam ser a raça mais pacifica.

Glitch – Espécies de robôs inteligentes

Humanos – Igual a todos os jogos que tem várias raças, não poderia faltar os humanos.

Hylotl – A raça aquática do jogo.

Dependendo de qual planeta você viajar, pode encontrar civilizações medievais ou futurísticas, sendo assim suas armas podem variar de simples espadas e arcos para pistolas a laser. As armaduras não são apenas para te proteger de danos, como também do frio. Se seu personagem ficar muito tempo longe do calor, pode morrer com o frio. Outro cuidado que precisa ter é com sua alimentação, seu personagem também pode morrer de fome, então é bom sempre carregar contigo alguma reserva de comida.

Outras características do jogo é o sistema de Skill, onde você pode conseguir Skills que te permitem voar por um tempo determinado, dá salto duplo, velocidade entre outras. O sistema de craft será algo muito comum desde o inicio do jogo, para a construção e melhoria de peças, e armas.

A diversão do jogo ainda pode ser maior, pois a Chucklefish está trabalhando de forma que possam ser utilizados MOD’s no jogou que os jogadores possam criar suas próprias missões e história para outros jogadores.

Conclusão:

Esse é um jogo mundo aberto com muitas possibilidades, ao ponto de se tornar viciante. Porém da mesma forma que eu vicie rápido, eu também enjoei rápido. Acho que isso ocorreu por dois fatores. Quando eu comecei a jogar, montei um personagem bem legal, mas para minha surpresa poucos dias depois, o jogo foi resetado por conta de uma atualização e eu perdi tudo que já tinha conseguido. Esse foi um dos fatores que contribuíram para eu me afastar um pouco do jogo. Outro fato é que embora o jogo possa ser jogado multiplayer, você precisar entrar em um servidor de alguém, através do IP (O jogo não lista os servidores existentes). Ou seja, se você não conhece ninguém que tenha o jogo, esse universo tão grande termina se tornando solitário.

Então minha opinião final é, se você quer jogar este jogo, mas não está com presa, aguarde sair à versão final (Atualmente esta na beta e com constantes atualizações). Mas se tiver presa, pode seguir em frente, o jogo tem muitas coisas para você divertir.

Link: http://store.steampowered.com/app/211820

Preço:  R$ 24,99

Trailer

Criador do Jogos Indie, amante de jogos, terror, música, anime e programação. Estudante de mestrado com foco em jogos na educação. Louco por Resident Evil e... sei lá, acho que é isso O.o

No comments

Deixe uma resposta

Parceiros

Steam Brasil LoboLimão Centro RPG Lab Indie
Mundo Gamer PodTerror

Anunciantes

Aglomerando - Agregador de conteúdo
Uêba - Os Melhores Links GeraLinks - Agregador de links Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir Tedioso: Os melhores links LinkLog MeusLinks.com - Informação e conteúdo todos os dias para você! Agregador de Links - Madruga Links 4Blogs - Agregador de conteúdo Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!