Menu

Quinta do Terror – Silent Hill Curses

E chegamos a mais uma Quinta do Terror e desta vez uma creepypasta de Silent Hill como alguns de vocês tanto queriam. Desta vez conheceremos a maldição de Silent Hill 2…

Eu recentemente encontrei esta copia de Silent Hill 2 a venda na cidade vizinha em uma dessas lojas de usados em garagem. Eu peguei o jogo e comecei a olhar ao redor para checa-lo. A capa parecia um pouco danificada, mas nada grave, então removi o disco e o observei também.

Nenhum arranhão! Eu estava empolgado em relação a isso. Eu e meus amigos queríamos encontrar um jogo de terror que pudéssemos jogar em nossas noites de terror, como havíamos planejado. Hoje seria a grande noite, porém me questionei se o senhor e senhora queria preço caro pelo jogo, por que eles levariam esse pequeno tesouro do PS2 a venda?

“Com licença”, eu pedi para o senhor vir até mim, ele parecia ser bastante rígido e grosseiro ao olhar, mas ele foi muito bondoso comigo. “Você encontrou o que queria, garoto?”

Ele perguntou e observou-me segurando o jogo que tinha nas mãos, então sorriu: “Oh, você encontrou meu velho disco”. Ele começou a rir. Ele não parecia muito ser um gamer assim como eu, ele surpreendeu-me com suas palavras.

“Is-isto era seu?” Eu perguntei.

“Sim, eu tive ótimas noites com ele, assustou-me por muitas noites… Diga-me, se você quiser isto, ele é seu”.

Eu estava muito empolgado, eu apertei a mão do senhor (que me deu seu nome e telefone) e sai da venda muito feliz, quase pulando.

As noites de terror começariam, eu trouxe a nova copia de Silent Hill 2 que eu tinha pego, Jeff trouxe “O Grito” e Howard levou oito filmes trash de terror que você podia comprar barato em lojas, se você soubesse onde procurar. O primeiro filme que nós assistimos foi o O Grito, que nos assustou bastante ao ponto que queremos algo menos assustado para ver em seguida, então decidimos ver um dos oito filmes de terror de Howard. Eu finalmente contei a eles sobre Silent Hill 2 que eu tinha levado e eles queria jogar tanto quanto eu, então depois de pegar meu PS2, nós coloca o jogo.

Eu fui o primeiro a jogar, indo até o apartamento Blue Creek, Howard jogou em seguida e foi até metade do Hospital, e Jeff foi o ultimo, ele terminou a parte do Hospital e começou a parte da prisão subterrânea. Nós estávamos cansados, mas todos queriam terminar o jogo, devido ao fato de que ele nos deu alguns bons e descentes sustos.

Nós estávamos próximos do final da prisão, quando o PS2 desligou sem nenhum motivo, tentamos recuperar o save, mas tudo tinha sido perdido. Nós nos despedimos dizendo adeus e nenhuma outra palavra foi dita por Jeff e Howard. Voltei para o sofá e me certifiquei que o PS2 estivesse desligado, em seguida segurei o controle e brinquei um pouco em relação a ele. “Cara, quando vezes nós fizemos isso”, eu estava pensando sobre todos os jogos que nós zeramos, usando este controle.

“Você devia ter ido embora”

Eu pulei quando a TV ligou revelando uma cena de Silent Hill 2 que eu não reconhecia. James estava sentando na cama da prisão subterrânea balançando a cabeça enquanto gritos podiam ser ouvidos ao redor dele; “Por que fui eu deixado para morrer?” Ele perguntou a si mesmo.

Assustado eu aproximei-me do PS2 e descobrir que ele ainda estava ligado. Examinei meu controle e pressionei firmemente o analógico, imaginando se poderia nosso progresso estar salvo depois de tudo isso? James balançou sua cabeça e então se levantou. “Finalmente”, apareceu as legenda na tela. Eu estava pensando sobre o que James tinha falado, acredito que estava se referindo há quanto tempo tem passado desde que eu o controle de novo, eu adoro quando jogos fazem coisas assim.

Eu descobrir que a porta da cela de James estava trancada, sem nada a mais para fazer a não ser voltar para cama, onde um item estava repousando sobre ela. Peguei o item, era a velha lanterna de James. Ao virar, dei de cara com um Pyramid Head olhando para James através das barras da cela. Dei um pulo do sofá. James virou-se contra a parede quando o monstro começou a segurar as barras da cela. Neste momento, parecia que ele estava tentando remove-las para James.

“Por que eu fui deixado aqui por tanto tempo?”

James tentava escapar enquanto eu olhava ao redor da sala procurando por uma saída. Encontrei um radio na privada da pequena sela, e ele começou a tocar sons com estática. “É tarde demais” disse James enquanto eu continuava tentando encontrar uma saída. Aterrorizado larguei o controle do PS2 que desligou, no exato momento em que Pyramid Head arrancou as barras da cela.

Eu tive uma breve respiração de alivio, isto definitivamente não era o jogo original. O que aconteceu lá?

Eu pressionei o botão de ligar e o jogo voltou à tela inicial. Fui aos saves e descobrir que nosso save ainda estava lá. Selecionei o save e depois da tela de loading, iniciei no terraço do Hospital. Eu estava confuso, pois já tínhamos passado nesse local a muio tempo atrás. Eu tentei sair do terraço, mas James continuava dizendo que a fechadura estava quebrada, tentei voltar, mas descobrir que James estava preso no local. “Sozinho…”, a legenda apareceu. Isto me fez congelar. Eu escutei o som navalha do Pyramid Head atrás de James e sabia que o jogo estava voltando ao normal, mas ao invés de ser derrotado no telhado, James foi agarrado…

E seu pescoço quebrado…

Ele caiu morto no terraço enquanto eu assistia aterrorizado, “sem chance!”. Eu apertei novamente o botão de energia, para desligar o PS2 e não mais toquei no jogo até a noite seguinte. Quando eu acordei naquela manhã, eu fui falar com o senhor que eu comprei o jogo e comecei a falar sobre as coisas estranhas que aconteceram na noite passada. “Oh, aquele jogo? É muito importante que você zere o jogo.” ele disse. Eu tentei perguntar a ele mais coisas sobre o jogo, mas tudo que ele dizia era que eu tinha que completar o jogo antes da meia noite, mas não me contou o porquê.

Eu disse que não importava, eu estava planejando zerar o jogo hoje a noite mesmo, por que não dar a mim mesmo um limite de tempo para zerar. Eu apertei novamente o botão de ligar e estava pronto para acabar com todas as coisas estranhas da noite passada e começar o jogo verdadeiro! O jogo iniciou e tudo começou normalmente, James terminava de lavar seu rosto e seguia para o lado de fora de casa, ao invés de sair e falar sobre sua vida, dando para o jogador uma ideia sobre ele, James andou até o carro e começou a falar, era só um glitch…

O jogo voltou ao normal, e eu seguir até derrotar Maria o mais rápido que eu pude, ela parecia mais fraca do que eu lembrava. O final estava sendo exibido.

Este era um novo final que eu nunca tinha visto antes.

James deixava a cidade com Laura no banco do passageiro, eles não falavam nada, um barulho é escutado de trás do carro, fazendo com que os dois parassem. Laura pergunta o que tem de errado e James responde: “Calada!”. Eu ri pensando que isto não combinava com o personagem, alguém deve ter hackeado esta parte do jogo por algum motivo. James abre o porta-luvas e pega uma pequena faca de bolso e sai do carro. Ele caminha até traseira do carro e ao abrir rapidamente a mala, revela um grande saco marrom. James balança sua cabeça e apunha-la o saco, a tela é rapidamente fica preta. Eu analisei meu save que ainda estava lá e olhando o relógio eu descobrir que ainda faltavam 2 minutos para meia noite. Eu estava orgulhoso de mim mesmo, então cai no sono em minha cama aquela noite.

Eu liguei para o cara da venda e ele aceitou me encontrar na cidade na lanchonete mais próxima. Ao chegar ele já estava lá me esperando com um sorriso no rosto, eu sentei em frente a ele para que pudéssemos conversar melhor. “Eu zerei o jogo, e fiz antes da meia noite”. Comentei enquanto sentava. Ele balançou sua cabeça então empurrou um jornal sobre a mesa. “Quase lá”. Confuso eu olhei para o jornal, sua mão sobrepôs a minha e ele encarou-me, “Antes de você ler este jornal, deixe me contar a você que o que você jogou na noite passada não era um mero jogo, mas sim um jogo amaldiçoado”, Ele disse vagarosamente enquanto retirava sua mão da minha.

“O Que?!” eu disse.

“Você não percebeu nada de estranho?”

“Sim, muitas coisas, eu percebi que alguém deve ter hackeado os arquivos ou alguma coisa do tipo”

“Eu também percebi, eu nunca devia ter lhe dado aquele jogo” O homem se arruma no banco e então se levantou indo embora.

Eu peguei o papel e então fiquei aterrorizado com o que eu li.

MANCHETE

Dois garotos encontrados mortos, um parecia ter sido esfaqueado várias vezes e o outro parecia ter seu pescoço quebrado, ambos foram encontrados atrás da placa de sinalização “Bem vindos a CherryWood”.

—-

Eu nunca mais joguei Silent Hill de novo e sempre checo meu relógio para ter certeza que não está com a hora atrasada.

Fonte: The Silent Hill Curse tradução por Carlos W. Gama

PS: Desculpe se tiver algum erro relacionado ao jogo, pois eu nunca joguei Silent Hill 2.

Criador do Jogos Indie, amante de jogos, terror, música, anime e programação. Estudante de mestrado com foco em jogos na educação. Louco por Resident Evil e... sei lá, acho que é isso O.o

No comments

Deixe uma resposta

Parceiros

Steam Brasil LoboLimão Centro RPG Lab Indie
Mundo Gamer PodTerror

Anunciantes

Aglomerando - Agregador de conteúdo
Uêba - Os Melhores Links GeraLinks - Agregador de links Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir Tedioso: Os melhores links LinkLog MeusLinks.com - Informação e conteúdo todos os dias para você! Agregador de Links - Madruga Links 4Blogs - Agregador de conteúdo Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!