Menu

Quinta do Terror – Servidores Abandonados

Aooooowwwww galera, hoje é dia de creepypasta, hoje trouxe pra vocês uma das primeiras creepys que li e que me deu algum receio de jogar online… maaasss vamos lé então

Servidores abandonados.

Sabe aquele sentimento estranho quando você está em um game multiplayer e não tem ninguém no servidor, além de você?

Quer testar? Abra o Minecraft agora e procure um servidor deserto que esteja funcionando, mas não tenha ninguém online.

E aí? Estranho né? Então, esse era meu hobby: passear por esses jogos que mal estejam funcionando e ver o que as pessoas deixaram para trás, não só no Minecraft. Counterstrike, Team Fortress 2 e World of Warcraft. Eu usava todos esses jogos para explorar os servidores “especiais” quase todos os dias. Eu anotava o que achava neles: prédios, mapas, anúncios e dai meu amigo poderia vir e limpar/destruir tudo o que eu tinha encontrado. Eu ganhava mais ou menos $ 50,00 por cada servidor que eu limpava, dependendo do tamanho. Entendidos? Vamos a história então.

Eu estava sentado bebericando uma coca quando meu amigo (não vou citar seu nome para manter a sua segurança), me chamou no Steam e me disse que tinha esse mapa realmente grande de um jogo indie que foi recém abandonado e ele queria que eu desse um checada. Ele também comentou que o mapa era maior do que o normal, então ele me pagaria $ 100,00. Claro, eu aceitei e fui fazer o download. Era um site antigo. O tema era bem fraco e não parecia muito popular, então eu achei que ele queria que eu só desse uma olhada pra ver se ainda funcionava. Criei uma conta a comecei o game. Parecia normal o suficiente, uma espécie de Second Life, aquele jogo que você jogava como você mesmo e ia por ai comprando e construindo coisas.

Então eu comecei pela tela de manutenção dos servidores e fui para os status do host e descobri que o servidor estava rodando de uma simples torre com um proxy. Eu não consegui a exata localização para dar um ping exato para o meu amigo, mas como ele provavelmente iria deletar, achei que assim iria servir. Procurei por outros servidores ativos, porém, o único que ainda estava em pé era este. Ele provavelmente iria limpar tudo e demolir com o projeto da companhia, então pensei que era por isso que estava sendo bem pago.

Eu loguei no servidor e uma tela de loading apareceu: dicas, uma barra com alguns desenhos de pessoas jogando. O de sempre. Depois de completa, meu avatar foi jogado em uma pequena floresta, o que admiti ser a parte externa de alguma cidade. Então, eu sai andando esperando que algum tutorial pudesse me servir de guia mas nada aconteceu. Os gráficos era bem avançados para um game daquela idade, a floresta era imensa e as árvores pareciam com aquelas da floresta de Elwynn de WoW. Eu contei tudo isso para o meu amigo, estávamos mantendo o canal de comunicação aberto para que nos comunicássemos o mais rápido possível.

Depois de andar pela floresta por quase 20 minutos, eu cheguei a uma árvore maior do que o normal. Ela tinha uma grande porta na frente que parecia ter sido entalhada na madeira com a mão, parecida com aquelas do Estranho mundo de Jack. Mas, de qualquer forma, o cursor apareceu e um símbolo de interação também e então a tela ficou preta e meu canal de voz se fechou. Não tinha tela de loading, apenas os sons pobres em 8 bits que estavam na ultima tela de loading. Então esperei e esperei até que finalmente o jogo voltasse e meu canal de voz também. A única coisa na árvore inteira era um grande espelho, separando as duas metades da árvore. Meu personagem andou em frente, sem que eu o controlasse e colocou sua mão no reflexo. Depois disso repentinamente voltei para o meu desktop.

Juntamente com o Ícone do jogo, todos os arquivos sumiram. O endereço do site também sumiu. Eu perguntei ao meu amigo se ele tinha desligado o servidor e ele respondeu inocentemente “não”

De qualquer forma, ele transferiu o dinheiro para minha conta do PayPal e desligou.

Eu fui dormir naquela noite pensando no que ia gastar minhas cem pratas.

Acordei umas 6 vezes naquela noite. Sempre vendo a maldita árvore. Nem era tão assustadora, só incomodava. Também via um espelho vivido igual o que tinha visto no jogo e eu continuava tocando nele.

Levantei as 6 da manhã depois de não conseguir mais dormir e decidi ir para a frente do computador pelo final de semana e fuçar na Steam por boas promoções.  Eu já estava a um bom tempo vendo alguns trailers do Saints Row quando eu fui convidado para uma partida de CS. O nome estava na minha lista de amigos, porém, não o reconhecia. O nome, parecia até o meu, o convite ficava piscando e depois de uns dois minutos resolvi aceitar.

 O servidor me parecia bem normal, era o dust_2 sem anúncios e era ele e eu em times diferentes.  Devia ser um contra um por que o nome do servidor era o mesmo do meu. Eu apostava que fosse meu amigo pregando uma peça em mim.

Depois de ter ajeitado tudo ao meu gosto, eu decidi comprar uma AWP para atirar naquele cara, mas sempre que apertava a tecla do bind o jogo travava e voltava ao normal depois de 2 segundos.

Então comecei a crer que era um tipo de servidor bugado e continuei jogando com a velha e boa Glock. Depois de esperar o tempo de Spawn eu pude ouvir de longe uma risada, vinda do outro lado do mapa. Eu procurei por ele por uns 10 minutos quando estava quase saindo, eu vi ele passando pelo canto do meu olho embaixo de uma passarela. Eu segui ele, mas quando eu sai do outro lado eu não vi o outro lado do mapa, mas sim o interior da grande árvore e com o grande espelho no meio da minha tela. O reflexo não era do terrorista que eu estava jogando mas sim de mim mesmo. Sentado lá no meu teclado. Eu joguei meu fone longe e verifiquei minha webcam. Estava desligada. O que diabos era aquilo?

 Na imagem refletida minhas mãos estavam longes do mouse e começaram a arranhar meus braços com as unhas, sorrindo enquanto fazia isso. Os cortes começaram a aparecer nos meus braços enquanto ele ria e continuava. Eu gritei e desliguei meu computador, antes de tudo escurecer, meu rosto apareceu na tela, todo distorcido e apodrecido.

Eu esperei uns 4 dias antes de ligar meu computador de novo.

Eu precisava fazer isso, eu disse a mim mesmo, preciso trabalhar. Eu liguei meu computador e abri o word. O programa se fechou na hora e Battlefield 3 foi abrindo.

 “O que?” Eu falei alto.

Eu nem estava usando o battle log. Era muito suspeito. Eu estava quase desligando meu computador novamente com medo de ver meu doppelgänger começar a se cortar novamente, mas vi que fui convidado por um velho amigo.

O servidor estava bem normal, só uma DM de esquadrão na Caspian Border. Eu spawnei e escolhi minhas armas. Depois disso dei um alt+tab e abri um chat com meu amigo. Só estática.

 “Oi?” chamei no microfone

Só ouvi estática

“ei cara não faça isso comigo” eu disse com esperança de obter resposta.

 “que se dane, vamos jogar” eu disse.

Eu corri pelo mapa, procurando meu amigo no meio de todos os arbustos e árvores que tinham em volta do posto de gasolina. Eu vi alguém correr para trás de um prédio. Não parecia ser nenhum dos personagens do jogo. Me lembrei do Dust_2 e decidi desligar o computador.  Eu cheguei ao botão on/off e apertei uma vez. Eu olhei para a tela tudo o que pude ver é que todas as arvores tinham a mesma porta agora.

 “O droga” eu disse enquanto olhava de volta.

O PC não desligava, e meu personagem começou a andar em direção a maior das árvores. A porta abriu, e adivinhem quem estava sentado se olhando no espelho? Sentado exatamente como eu, meu clone encarava a tela. Ele estava diferente desde a ultima vez que vi ele, seus olhos estavam fundos e seus ossos da face estavam bem visíveis através da sua pele e carne. Ele começou a fazer caretas e se bater com um pedaço de madeira.

 “aahhhhhhhhhhh” eu gritei quando as ações dele começaram a atingir meu corpo.

Eu alcançei o cabo de força quando pedaços de madeira começaram a cortar meu peito.

Eu finalmente agarrei o cabo e arranquei da tomada. As risadas e gritos pararam juntos com o encerramento do chat de voz.

 Eu corri para o hospital e recebi cerca de 60 pontos nos meus cortes e arranhões. Eu vendi meu computador quando voltei pra casa.

Dois dias se passaram e as coisas estavam estranhas ainda. Perdi meu emprego depois de passar muitos dias sem dar as caras, continuo pensando na árvore e no meu clone. Eu comecei a andar de um lado para o outro dentro da minha casa, pensando sobre o que fazer. Eu pensei sobre espelhos, eu, loucura e como poderia superar esse bastardo.

Então tive uma idéia.

Os espelhos e as árvores. Eu precisava voltar ao jogo. Sabendo que o site estava fora do ar, eu entendi que precisava hospeda-lo.

Eu comprei um Dell barato de uma loja próxima e armei uma hospedagem simples esperando que pudesse encarar esse desgraçado em uma sala novamente. O servidor ficou online quando entrei com o que lembrava que era o hospedeiro. Pedaços de linhas de código de alguns arquivos que pude achar. Depois de trabalhar por uns 3 dias, eu consegui colocar o servidor online. O acesso funcionou e eu fiquei realmente satisfeito quando cliquei para login.

A página era diferente. Tinha imagens de quando perdi meu emprego e também de meus entes queridos chorando e sendo mortos. Decapitações, torturas e canibalismo se enfileiraram na minha tela enquanto o jogo tocava a mesma música atordoante da primeira vez que o encontrei.

Eu loguei, as páginas de loading estavam pretas e uma vez mais fui largado na floresta. Estava diferente, órgãos e sangue estavam espalhados pela paisagem e corpos estavam empalados pelo caminho. Eles me seguiam com seus olhos frios e negros enquanto meu personagem seguia pelo mapa. Aqui, eu estava tremendo. As barreiras entre jogo e realidade estavam se misturando enquanto eu ia mais e mais para dentro da floresta. Eu estava caminhando sozinho, sem teclado, sem mouse. Era eu na vida real.

Eu continuei, por entre meio a corpos EU CONTINUEI. Eu tinha que fazer isso. Eu continuava dizendo para mim mesmo, “eu tenho”.

Até que finalmente cheguei naquela árvore.

Eu me segurei enquanto andava até a porta principal, gritos continuavam a soar em meus ouvidos. Foram diminuindo até virarem simples risadas enquanto eu andava até o espelho. Eu me vi coberto em sangue, minha aparência estava estranha, olhos negros olhando direto para mim. Agora era a hora. Eu tirei um pequeno espelho do bolso e mostrei para o clone. Eu escutei uma explosão de gritos e ecos, fazendo meus tímpanos sangrarem enquanto segurava o espelho com toda minha força.

Eu acordei no chão do meu quarto, coberto de sangue com o espelho na minha esquerda.

Me acalmei. Estava tudo acabado.

Eu levantei e me recompus. Depois de um banho rápido e um copo de água, eu entrei no meu carro e dirigi o mais rápido que pude para a ponte mais próxima que estivesse sobre um rio. Eu peguei o espelho e joguei dentro da água e voltei pra casa, bem e me sentindo um herói depois de ter derrotado meu clone.

Estou escrevendo isso, para salvar você desta encrenca. Seja cauteloso sempre que entrar em um servidor vazio e abandonado. Você pode começar a ouvir gargalhadas e risinhos ecoando em sua direção e se você encontrar seu próprio clone, eu temo o pior. Dois meses atrás, a policia dragou os lagos e rios pelo país e achou misterioso espelhos exatamente iguais ao que eu usei para derrota-lo. E tenho o palpite de que ele nunca mais vai cometer o mesmo erro.

Efraim
Fifa, CoD, Xbox, Flamengo, mangás, filmes de terror, livros e toneladas de games antigos e nostalgia!

No comments

Deixe uma resposta

Parceiros

Steam Brasil LoboLimão Centro RPG Lab Indie
Mundo Gamer PodTerror

Anunciantes

Aglomerando - Agregador de conteúdo
Uêba - Os Melhores Links GeraLinks - Agregador de links Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir Tedioso: Os melhores links LinkLog MeusLinks.com - Informação e conteúdo todos os dias para você! Agregador de Links - Madruga Links 4Blogs - Agregador de conteúdo Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!