Menu

Primeiras Impressões – Alex e o Templo Perdido

Que tal juntar um pouco (Ou muita) de comédia com a era medieval? Esta é a ideia de Alex e o Templo Perdido.

Alex e o Templo Perdido

Já imaginou como seria jogar um novo jogo em que você vesse os personagens como nos bastidores do mundo do RPG Maker? Não entendeu? Imagine o personagem principal sendo avisado que ele está sendo contratado para um novo jogo, uma nova aventura, ou o criador do jogo falar com você, ou até mesmo estar jogando uma parte do jogo em que o criador ainda nem sabia como seriam as próximas partes pelo fato do enredo ainda está em desenvolvimento. Muito estranho, não? Mas é uma experiência bem legal e única.

O jogo utiliza o RPG Maker 2000/2003, ou seja, a versão mais antiga da engine do RPG Maker, então para compensar as limitações, pode ter certeza que o enredo jogo é muito bom.

Ao iniciar um novo jogo (Ahhh, nostalgia do jogo de Cavaleiros de Zodíaco Saga de Asgard feito em RPG Maker 2000/2003), podemos escolher ver o tutorial, onde o rei, o todo poderoso, o criador do jogo demonstra um pouco do seu poder tudo com bastante humor, já nos mostrando como será o jogo.

Maaaaas, como o próprio criador informa, após esse primeiro dialogo, é hora de mudar para uma música mais dramática e iniciar a falar sobre a história do jogo.

Somos então apresentados à história de um garoto que sonhava em criar o próprio jogo, e que isso se tornou possível com o desenvolvimento de uma engine capaz de criar jogos ao estilo de RPG. Junto dessa engine vieram alguns personagens famosos do RPG Maker, um deles é Alex, o nosso herói. Com o surgimento das novas versões da engine, outros heróis apareceram, e Alex logo caiu no esquecimento, exceto pelo criador deste jogo, que resolveu trazer o herói de volta a vida para conquistar o reino dos RPG Maker.

Após toda essa explicação, o jogo realmente inicia com a aventura de Alex. Assim como todo RPG medieval costumar ser, a história começa com nosso herói acordando em sua casa, que fica sabendo através do Mister Ovelha, que ele (o Alex) acaba de ser contratado para ser o herói desse novo jogo.

O curioso fato é que o jogo foi desenvolvido em 5 anos, com inicio em 2009 e termino agora em 2014. E o enredo do jogo era desenvolvido à medida que se criava o jogo. Desta forma se você parar para pensar, no inicio do jogo provavelmente o criador ainda não saberia boa parte do enredo, não é?  Sim, é isso mesmo, quando Alex pergunta qual o enredo do jogo para o Mister Ovelha, a resposta é simplesmente: O criador ainda está escrevendo…

 E quanto aos personagens secundários que irão se juntar ao Alex nessa aventura ou o Boss Final?

E como personagem principal, Alex recebe a sua primeira missão, ir até um reino do criador do jogo e encontrar com o rei de lá, que esta precisando de uma ajuda com “algo”, o que exatamente? Mister Ovelha não sabe, pois não lhe entregaram o guia do que terá nessa parte do jogo, mas provavelmente é para o jogador poder finalmente controlar o personagem, senão a intro ficará gigante.

Com sua missão em mente, agora cabe você a controlar Alex até o castelo do criador do jogo, onde irá receber sua real primeira missão.

Se gostou desse jogo e quer acompanhar a possível ultima aventura do herói Alex, depois de bastante tempo parado, basta baixar o jogo no final do Link. Uma coisa eu lhe garanto, um jogo com um enredo desse, você não encontrará nem tão cedo. Provavelmente todos os jogos que vocês jogaram já tinha um final certo ou quase certo, quando estavam sendo construído, então pode se esperar de tudo nesse jogo. Aproveitem e boa diversão. 🙂

Conclusão

A criatividade do jogo é realmente nota 10, bem original por parte do todo poderoso criador. Cenários, animações e enredo muito bem estruturado, fazendo um ótimo trabalho para compensar a limitação da escolha da antiga engine do RPG Maker e o melhor de tudo, é que tudo foi bem contextualizado no jogo.

A única coisa que tive problema foi para ler os textos, não sei se o problema foi com o meu pc ou se é com a versão antiga mesmo (Já que vi imagens do jogo com a legenda normal), os textos ficaram um pouco difíceis de ler, mas logo você se acostuma.

Problema corrigido! Para não ter os problemas que eu tive com a fonte é só instalar as fontes (FUENTE2K3.FON, FUENTER2K3GOT.FON, RM2000.FON, RMG2000.fon) que estão na pasta FONTES dentro da pasta do jogo. Ah e o jogo arquivo RPG_RT.exe dentro da pasta ATP.

Alex e o Templo Perdido

RTP

 

Criador do Jogos Indie, amante de jogos, terror, música, anime e programação. Estudante de mestrado com foco em jogos na educação. Louco por Resident Evil e... sei lá, acho que é isso O.o

2 comments

  1. Olá, eu sou o autor do jogo! Primeiro que tudo, obrigado pela divulgação do jogo e pela análise! Quanto ao problema das fontes, é só instalar as fontes que vêem na pasta do jogo 🙂

Deixe uma resposta

Parceiros

Steam Brasil LoboLimão Centro RPG Lab Indie
Mundo Gamer PodTerror

Anunciantes

Aglomerando - Agregador de conteúdo
Uêba - Os Melhores Links GeraLinks - Agregador de links Piadas Idiotas - São idiotas mas o faz rir Tedioso: Os melhores links LinkLog MeusLinks.com - Informação e conteúdo todos os dias para você! Agregador de Links - Madruga Links 4Blogs - Agregador de conteúdo Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!